25 de jun de 2012

Aprendi a me conhecer de dentro para fora.






















Resolvi dar férias para as dores, tristezas e decepções.
Cansei de ficar reclamando, de achar culpados para a minha angústia. Resolvi mandar tudo plantar batatas e decidi: vou fazer uma festa dentro de mim!
Prá começar eu vou para o espelho ensaiar o meu melhor sorriso, vou retirar essas marcas da minha testa, vou jogar fora essa máscara de dor que me acompanha há tantos dias, e preparem-se: eu quero é ser feliz, quero conhecer pessoas como você que é alegre, prá cima, alto astral, prá falar a verdade, eu também era assim, até que uma decepção me jogou para baixo.
Mas, hoje eu não quero falar de tristeza, quero saber é de coisas boas, quero ir ao cinema, sabe há quanto tempo eu não vou ao cinema ?
..E tem mais, eu vou escolher o filme, chega de "gente" ficar escolhendo o que eu quero.
Hum ! Acho que vou passar no cabeleireiro antes, vou pintar os cabelos, cortar umas pontas, vou me agradar, só para o meu prazer.
Engraçado, agora que eu falei nisso, sabe que eu estava em um relacionamento onde eu fazia tudo para agradar a pessoa que estava comigo, fazia isso, não fazia aquilo para não magoar, não usava aquela roupa, usava aquele perfume, tudo para acertar, para manter o "clima", para fazer o gosto da pessoa e resolveu o quê?
Ganhei um pé no traseiro, e perdi a vontade de viver.
Você sabe onde eu errei ? Hoje eu sei ! Eu errei na hora de anular os meus desejos, em transferir a minha vida para as mãos de outra pessoa, e é lógico, quando eu percebi que era o fim, fiquei sem chão, sem mundo, sem vida.
Mas, hoje é dia de festa e só para o meu prazer vou tomar um banho demorado, e vou fazer de conta que a água do chuveiro é água de batismo e vou "renascer para a vida".
Sai da minha frente que eu quero viver !!! Quem quiser que me acompanhe.

16 de jun de 2012

O preço de nossas vidas.









Um famoso palestrante começou um seminário numa sala com 200 pessoas, segurando uma nota de R$100,00.
Ele perguntou. Quem de vocês quer esta nota de R$100,00? 
Todos ergueram a mão.
Então ele disse. Darei esta nota a um de vocês esta noite mas, primeiro, deixem-me fazer isto. Então, ele amassou totalmente a nota e perguntou outra vez. Quem ainda quer esta nota? E continuou. E se eu fizer isso, deixou a nota cair ao chão, começou a pisá-la e esfregá-la. Depois, pegou a nota, agora já imunda e amassada e perguntou. E agora? Quem ainda vai querer esta nota de R$100,00? Todas as mãos voltaram a se erguer. 
O palestrante voltou-se para a platéia e disse que lhes explicaria o seguinte. Não importa o que eu faça com o dinheiro, vocês continuarão a querer esta nota, porque ela não perde o valor. Esta situação também acontece conosco. Muitas vezes, em nossas vidas, somos amassados, pisoteados e ficamos nos sentindo sem importância. Mas, não importa, jamais perderemos o nosso valor. Sujos ou limpos, amassados ou inteiros, magros ou gordos, altos ou baixos, nada disso importa! Nada disso altera a importância que temos! O preço de nossas vidas, não é pelo que aparentamos ser, mas, pelo que fizemos e sabemos.

15 de jun de 2012

Bem-me-quer, mal-me-quer.












Quantas vezes por dia você se olha no espelho? Nunca contou? Se você é daquelas mulheres que não podem ver uma superfície refletora que vão logo dando uma conferida no visual, você não é a exceção, é a regra. Segundo uma pesquisa da empresa britânica de cosméticos Simple Skincare, as mulheres se olham no espelho, em média, oito vezes por dia. E se um espelho não estiver à mão, vale tudo: retrovisor, janela de carro, óculos escuros, tela de smartphone, vitrine. O estudo, feito com duas mil britânicas, mostra que temos compulsão em checar nossa imagem.
Excesso de vaidade ou a mais pura insegurança? A pesquisa é curiosa por constatar também que, embora as mulheres não consigam deixar a própria imagem em paz, 75% das entrevistadas odeiam se olhar no espelho. Ou seja, precisamos nos ver, mas isso não é necessariamente prazeroso.
Antes que alguém nos taxe de paranoicas, me apresso a dizer que achei esse número – 8 – extremamente conservador. Eu estou fácil, fácil acima da média. Você não? E tenho uma teoria: mirar nossa imagem nos deixa mais perto de nós. O espelho reflete muito mais do que nossa aparência. É através dele que vislumbramos nossas emoções – uma alegria palpitante que faz corar as bochechas, uma tristeza que mal conseguimos disfarçar, um medo difuso diante do desconhecido.
Num dia ele é amigo; noutro, vilão. É tão caprichoso como nós e não faz concessões. Tanto que às vezes é preferível se fingir de morta e passar longe dele porque ele não vai revelar nada que a gente já não saiba. O espelho é que nem foto do Facebook em que alguém nos marcou sem avisar e agora é tarde demais. Ele capta nossos piores ângulos, nossa fragilidade, os traços de nossas desilusões.
Mas reflete também o que há de mais luminoso em nós: um brilho do olhar, um sorriso maroto, um trejeito tímido. Tenho um pacto com ele. Nos bons dias, deixo que me elogie. Nos maus, peço que me perdoe a falta de graça. Quer saber? O espelho não seria nada sem o nosso olhar. Olhe-se a cada dia com olhos amistosos – e se dê um desconto.    

Segundo uma pesquisa, as mulheres se olham no espelho, em média, oito vezes por dia.


Jornalista: Beatriz Alessi

13 de jun de 2012

Água é Vida!













Quanta beleza, quanta utilidade, quantas finalidades nos traz esse elemento da natureza! Elemento que não sabemos aproveitar, desperdiçando-o, poluindo-o. 
Se a humanidade soubesse quantos danos está causando à natureza, quem sabe não voltaria atrás para desfazer o erro no qual se envolveu... 
Tudo é despejado na água sem um critério sequer. 
Quem dera Deus, que a água pudesse ser usada não apenas para a higiene, mas também para lavar a consciência de muita gente. 
Queridos amigos!! Vamos parar e refletir tudo o que estamos fazendo, vamos ser conscientes, começar por nós. Cuide da água, um bem tão precioso, algo tão importante para nosso corpo, afinal é o principal constituinte do mesmo. Água é vida, por isso faça sua parte para que num futuro muito próximo não viemos a sentir os efeitos do mal uso ou descuido com esse bem da natureza. 

Cuide da água, ela é vida!!

Reflitam!!

Fonte:Velho Sábio!!

9 de jun de 2012

Amor de Namorados.













Há certas horas, em que não precisamos de um Amor... Não precisamos da paixão desmedida... Não queremos beijo na boca...E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama...
Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado...
Sem nada dizer...
Há certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar, que desejamos uma presença amiga, a nos ouvir paciente, a brincar com a gente, a nos fazer sorrir...
Alguém que ria de nossas piadas sem graça...Que ache nossas tristezas as maiores do mundo...Que nos teça elogios sem fim...E que apesar de todas essas mentiras úteis, nos seja de uma sinceridade inquestionável...
Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado...Alguém que nos possa dizer: -Acho que você está errado, mas estou do seu lado...
Ou alguém que apenas diga: -Sou seu amor! E estou Aqui!

William Shakespeare