9 de set de 2011

8ª Bienal do Mercosul .















Sobre o Evento.
A Bienal do Mercosul é uma mostra internacional de arte contemporânea que projetou o Brasil como referência mundial nas artes visuais. A 8ª edição da Bienal  - "Ensaios de Geopoética", traz cerca de 100 artistas de vários países que tratam de temas como: colonização, mapeamento, nação, aduana, fronteira, viajantes científicos, construções geopolíticas, alianças transnacionais, localidade e política. Se propõe a sacudir as visões e conceitos relacionados à noção de nação, de regional e global, de circulação, de cidadania e tantos outros assuntos relacionados. O projeto curatorial aborda duas ações: expositivas e ativadoras.
Um dos principais projetos é a criação da Casa M, um espaço que proporciona o contato entre pessoas interessadas em arte e cultura, a comunidade artística local, além de professores e alunos, e favorece o intercâmbio para além do período da Bienal. A Casa M está ativa durante sete meses e presenteia a comunidade com uma programação rica em torno da arte e espaços como sala de leitura, de convivência, biblioteca e ateliê.
Este ano, o artista homenageado é o chileno Eugenio Dittborn. O tema desta edição é “ O território e sua redefinição crítica a partir de uma perspectiva artística”. Mais de dez cidades rio-grandenses se beneficiam com o evento, dentre elas: Bajé, Ijuí, Pelotas, Teutônia, Caxias do Sul, Montenegro, Santa Maria, Santana do Livramento e São Miguel das Missões.

Local.
Cais do Porto -vista dos armazens onde estão obras da Bienal do Mercosul.
Armazéns do Cais do Porto, Margs, Santander Cultural e espaços públicos da capital gaúcha.














Programação Completa do Evento.
Mostra das Pinturas Aeropostais do artista chileno Eugênio Dittborn, Exposição no Santander Cultural, Porto Alegre, com itinerâncias em: Caxias do Sul, Bagé e Pelotas.
Cadernos de Viagem – expedições de artistas entre os meses de abril, maio, junho e agosto. Exposição no período da Bienal, no Armazém A7 do Cais do Porto, em Porto Alegre.
Casa M – Centro de Porto Alegre, a partir de Maio.
Cidade Não Vista – Exposição de obras de arte no centro de Porto Alegre.
Continentes – Espaços independentes internacionaisnas nas cidades de Porto Alegre, Caxias do Sul e Santa Maria.
Geopoéticas – exposição nos Armazéns do Cais do Porto.
Além Fronteiras – Obras inéditas de nove artistas e acervos de museus do Estado, no MARGS – Museu de Arte do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.



















” Cubo de Nylon ”Jesús-Rafael Soto.

Cubo de Nylon” é  um  cubo formado com a união, lado a lado, de finíssimos fios de nylon pinntados nas cores branco, azul e preto.  O cubo dá sensação de profundidade e planaridade ao mesmo tempo tendo em vista que, olhado de frente, tanto o último quanto o primeiro fio parecem estar lado a lado, formando uma figura compacta, impenetrável, e não a estrutura leve e, de certa forma, transparente, que é na realidade. Por vezes dá uma sensação de desenho com ponto de fuga, sendo que a ilusão de ótica é inevitável.










Armazéns do Cais do Porto, um dos espaços da Bienal do Mercosul .
Enfim, é bonito , é interessante, provoca o espectador,desfrutar da vista e da brisa do cais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário