24 de mar de 2011

Chocolate é um delicioso aliado da beleza.

Barras
Com a proximidade da Páscoa, um delicioso alimento rouba a cena com uma aplicação diferenciada: além de ser uma iguaria deliciosa, o chocolate é muito indicado e utilizado em diversos tratamentos estéticos, especialmente por sua capacidade de nutrir e evitar o envelhecimento cutâneo. A aplicação do alimento na pele, principalmente do rosto, resgata o frescor, combate as marcas da idade e permite uma excelente renovação das células.
Desde a época de Cleópatra, os astecas utilizam o chocolate com fins estéticos, usando sua essência em banhos relaxantes. A rainha do Egito exaltou o alimento utilizando-o em banhos de infusão que, segundo ela, garantiam sua beleza e a faziam se sentir mais sensual. E não é para menos.
Segundo a médica esteticista Juliana Moraes, diretora da clínica Vitalle Antiaging, no Rio de Janeiro, a iguaria, quando utilizada em tratamentos para a pele, tem o poder de hidratar profundamente, tonificar, rejuvenescer e dar brilho.
— Além de seu perfume inconfundível, o chocolate tem ação nutritiva de alto alcance, que deixa a pele mais macia, viçosa e com aspecto aveludado — analisa.
A especialista explica ainda que o aroma do alimento estimula a produção do neurotransmissor serotonina, das endorfinas e das encefalinas, responsáveis pelas sensações de prazer e bem estar junto ao cérebro.
A resposta é resultado de diversas pesquisas realizadas com o alimento ao longo dos anos, que comprovam a capacidade nutritiva e saudável do chocolate devido a uma composição que conta com cálcio, magnésio, sais minerais, ferro, fósforo, proteínas, gorduras e diversas vitaminas.
Seu uso na pele é estimulado por sua ação antioxidante, que combate os radicais livres, retardando o envelhecimento e evitando a formação de rugas. Além disso, como ele é rico em gordura saturada, quando em contato com a cútis, o popular doce forma uma espécie de “barreira protetora”, que evita que a umidade natural da epiderme escape, deixando a superfície celular hidratada por mais tempo, mesmo em situações extremas de ressecamento, como sol forte e vento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário