5 de abr de 2011

Campanha:Crack nem Pensar.


Cartaz: Seu pai desesperado por você

Cartaz: Sua mãe desistindo de você 
Cartaz: Sua filha com vergonha de você
Cartaz: Seu melhor amigo evitando você
Cartaz: Seu irmão fugindo de você


Cartaz: Sua namorada com repulsa de você



Cartaz: Seu filho com medo de voc


Apoiada em quatro pilares de atuação — publicitário, editorial, institucional e mobilização do público interno — a campanha segue com o objetivo de evitar que mais pessoas experimentem a droga, impedindo assim o aumento do número de usuários. Em 2009, o projeto mostrou o efeito devastador do crack e os malefícios físicos e psicológicos causados a quem experimenta. A resposta foi uma grande mobilização da sociedade em todos os níveis, nos dois Estados.
Criadas pela agência Matriz, de Porto Alegre, as peças publicitárias mostram em cenas duras — com o mesmo realismo da campanha anterior — o sofrimento que o uso da droga causa a familiares, como pai, mãe e filhos, e amigos e parceiros dos usuários. Os rostos retratados pelo fotógrafo gaúcho Raul Krebs expressam as sensações de medo, desistência, vergonha, desespero, fuga, afastamento e repulsa
experimentadas pelos que vivem ao lado dos usuários.                                                                              

Nenhum comentário:

Postar um comentário